Concertos Didáticos – CEU

Posted on Posted in atividades realizadas

Na última sexta-feira, 12, o Grupo Vocal Coro e Osso realizou mais um “Concerto Didático” no CEU. Confira algumas fotos… (Projeto realizado como ação do Ponto de Cultura, em parceria com o Ministério da Cultura do Governo Federal, Consórcio Intermunicipal Culturando e Prefeitura Municipal de Matão)

"Concertos didáticos" – São Lourenço do Turvo

Posted on Posted in atividades, atividades realizadas

A comunidade do distrito de São Lourenço do Turvo, em Matão SP, recebeu o Grupo Vocal Coro e Osso na sexta feira, dia 29/08, para um “Concerto Didático”. (Projeto realizado como ação do Ponto de Cultura, em parceria com o Ministério da Cultura do Governo Federal, Consórcio Intermunicipal Culturando e Prefeitura Municipal de Matão) vejam as fotos..  

“Concertos Didáticos” – Bairro Bom Jesus

Posted on Posted in atividades, atividades realizadas

A comunidade do bairro Bom Jesus, em Matão SP, recebeu o Grupo Vocal Coro e Osso na última sexta feira, dia 22/08, para um “Concerto Didático”. Neste projeto, o Grupo realiza uma de suas grandes aspirações: compartilhar com público parte do que aprendeu em seus 24 anos de história. Por meio de um repertório bastante diversificado, os “Concertos Didáticos” apresentam as características do Canto Coral, linguagem que fez nascer o Coro e Osso e está presente e crescente em todo o País, em todo o mundo, em todo “canto”. É da gente “cantar”. (Projeto realizado como ação do Ponto de Cultura, em parceria com o Ministério da Cultura do Governo Federal, Consórcio Intermunicipal Culturando e Prefeitura Municipal de Matão)  

Espetáculo em Guaira foi cancelado

Posted on Posted in atividades realizadas

Atenção A Secretaria Municipal de Educação e Cultura do Município de Guaira acaba de cancelar a realização do Espetáculo “Temporal” marcado para amanhã (16/agosto às 20h30) na Casa de Cultura ‘Professor João Augusto de Mello’, sob a alegação de problemas técnicos e organizacionais do Ecal (Encontro Cultural de Arte Livre de Guaíra). O grupo Vocal Coro e Osso lamenta o ocorrido.

GRUPO VOCAL CORO E OSSO PARTICIPA DO CD “NÚMERO INFINITO”

Posted on Posted in atividades realizadas

Neste ano em que se comemora o centenário de morte de Augusto dos Anjos, Zé Henrique Martiniano lança o CD “Número Infinito”, com composições suas sobre os sonetos do poeta que foram psicografados por Chico Xavier. O CD conta com um time de 26 músicos que inclui os solistas Adriana Gennari e André de Souza, o octeto de cordas Aramis Rocha, a banda Mecânica dos Solos e o Grupo Vocal “Coro e Osso”, que canta em todas as 11 faixas do CD. Os arranjos foram feitos por Zé Henrique Martiniano, Walter Júnior, Luiz Piquera e Ronaldo Oliveira. Augusto dos Anjos, um dos maiores poetas brasileiros, é representante do simbolismo e parnasianismo. Musicalmente, as composições de Zé Henrique têm influências da música brasileira, do jazz e da música erudita. O CD será lançado pelo Portal SER de Belo Horizonte, no CEAR – Centro de Eventos de Araraquara (Facira), dia 17 de maio, das 14h30 às 18h, durante o Seminário de Haroldo Dutra Dias, que prefaciou o CD, e estará à venda no Portal SER e em Araraquara, na Sociedade Beneficente Obreiros do Bem e na Livraria Nobel, sendo sua renda doada à instituições beneficentes.  

Coro e Osso é ‘Ponto de Cultura’

Posted on Posted in atividades realizadas

O Grupo Vocal Coro e Osso realizou, no dia 30 de abril/2014, sua primeira atividade como “Ponto de Cultura”. A atividade – Concerto Didático – fez parte das comemorações do Jubileu de Prata da EE Guerino Vedoato, da cidade de Matão SP, e foi compartilhada com um público estimado de 300 pessoas, formado por alunos da escola, professores, pais e comunidade. O Ponto de Cultura é uma ação do Programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, em parceria com os municípios, gerido pelo Consórcio Intermunicipal Culturando – CIC. Ele é a referência de uma rede horizontal de articulação, recepção e disseminação de iniciativas culturais, agregando agentes culturais que articulam e impulsionam um conjunto de ações em suas comunidades, promovendo a transversalidade da cultura e a gestão compartilhada entre poder público e a sociedade civil. Para a realização de suas atividades, dentre elas as relacionadas ao Ponto de Cultura, o Coro e Osso conta também com o apoio do Instituto Matonense Muicipal de Ensino Superior – Immes.    

‘GRUPO CORO E OSSO’ E ‘CORAL DA UFC’ ENCONTRAM-SE EM FORTALEZA

Posted on Posted in atividades realizadas

A convite do Coral da Universidade Federal do Ceará, em dezembro/2013 o Grupo Vocal Coro e Osso  esteve em Fortaleza para um intercâmbio de experiências e vivência musicais. O grupo levou seus dois últimos espetáculos, “Assentamento Instável” e “Temporal”, e também participou do encerramento da temporada do espetáculo “Menino”, apresentado pelo Coral da UFC no Teatro Dragão do Mar, cantando duas canções com o grupo anfitrião. “Assentamento Instável” foi apresentado em 4 sessões no Teatro Universitário. Reunindo dois grupos vocais, solista e percussão, o espetáculo é um espaço de experimentação: uma instalação onde o público – apenas 35 pessoas, desde o início alojadas no meio do espaço cênico – é convidado a participar, refletir, interagir e posicionar-se neste assentamento instável. O espetáculo “Temporal” foi apresentado no Teatro do Centro Cultural Dragão do Mar, trazendo no repertório músicas brasileiras de vários compositores reconhecidos, como Milton Nascimento, Danilo Caymmi, Pedro Luiz, Itamar Assumpção, Chico Buarque, dentre outros. Gerson Bruno, Rodrigo Bandeli e Luiz Piquera, integrantes do grupo, também assinam composições de algumas faixas do repertório. Todos os arranjos são inéditos e foram escritos especialmente para o espetáculo. “Temporal” trata das temáticas do “tempo” e da “oralidade”, sendo resultado de pesquisa do grupo conduzida pelo regente, em busca de novas possibilidades de tratamento “coral” para a forma “canção. Os espetáculos do Grupo Vocal Coro e Osso foram criados e dirigidos pelo maestro Luiz Piquera. O espetáculo “Menino”, do Coral da UFC, tem regência e direção dos maestros Erwin Schrader e Elvis Matos.