‘GRUPO CORO E OSSO’ E ‘CORAL DA UFC’ ENCONTRAM-SE EM FORTALEZA

Posted Posted in atividades realizadas

A convite do Coral da Universidade Federal do Ceará, em dezembro/2013 o Grupo Vocal Coro e Osso  esteve em Fortaleza para um intercâmbio de experiências e vivência musicais. O grupo levou seus dois últimos espetáculos, “Assentamento Instável” e “Temporal”, e também participou do encerramento da temporada do espetáculo “Menino”, apresentado pelo Coral da UFC no Teatro Dragão do Mar, cantando duas canções com o grupo anfitrião.

“Assentamento Instável” foi apresentado em 4 sessões no Teatro Universitário. Reunindo dois grupos vocais, solista e percussão, o espetáculo é um espaço de experimentação: uma instalação onde o público – apenas 35 pessoas, desde o início alojadas no meio do espaço cênico – é convidado a participar, refletir, interagir e posicionar-se neste assentamento instável.

O espetáculo “Temporal” foi apresentado no Teatro do Centro Cultural Dragão do Mar, trazendo no repertório músicas brasileiras de vários compositores reconhecidos, como Milton Nascimento, Danilo Caymmi, Pedro Luiz, Itamar Assumpção, Chico Buarque, dentre outros. Gerson Bruno, Rodrigo Bandeli e Luiz Piquera, integrantes do grupo, também assinam composições de algumas faixas do repertório. Todos os arranjos são inéditos e foram escritos especialmente para o espetáculo. “Temporal” trata das temáticas do “tempo” e da “oralidade”, sendo resultado de pesquisa do grupo conduzida pelo regente, em busca de novas possibilidades de tratamento “coral” para a forma “canção.

Os espetáculos do Grupo Vocal Coro e Osso foram criados e dirigidos pelo maestro Luiz Piquera. O espetáculo “Menino”, do Coral da UFC, tem regência e direção dos maestros Erwin Schrader e Elvis Matos.

‘GRUPO CORO E OSSO’ E ‘CORAL DA UFC’ ENCONTRAM-SE EM FORTALEZA

Suíte Música Vogal “OUTRO – Assentamento Instável”

Posted Leave a commentPosted in atividades realizadas


Quem de mim é outro

se já não sou

de mim

o mesmo?

 

 

OUTRO – Suíte Música Vogal – “Assentamento instável” é um espetáculo que reúne  2 Coros, solista e percussão.

É um diálogo musical/vocal que tem como suporte não a palavra, mas a gênese da produção oral: a vogal.
Anterior à construção das palavras (ou sua constituinte primária), a vogal é, em si, a portadora da voz e das potencialidades comunicativas do conteúdo das intenções e emoções expressas e, como elemento primeiro da linguagem oral, constitui-se a base de todos os idiomas.
O espetáculo se estrutura sobre um roteiro que reflete sobre os diferentes fluxos migratórios – os êxodos, a que a humanidade sempre assistiu, protagonizou, e parece mesmo estar destinada a viver, seja nos grandes contingentes humanos a deixar suas terras de origem em busca de melhores condições de vida (às vezes, apenas vida), ou em movimentos menores de um ou outro a “invadir” , “chegar muito perto”, ou até mesmo “adentrar” nossas vidas particulares.
É, portanto, uma reflexão de cunho social, sobre os movimentos constantes na arrumação/ocupação dos espaços e suas conseqüentes interferências e resultantes no modo coletivo de conviver.
Mas também, ao quebrar os paradigmas dos suportes convencionais de uma narrativa cantada – não contém palavras, mas apenas vogais – cria uma atmosfera atemporal localizada num lugar não definido, remetendo assim a impressões de um caráter psicológico mais individualizado.  Os tempos e os espaços.  O exterior e o interior em cada um.
No espaço cênico desta instalação, um grupo/coro está, como sempre esteve, vivendo e cantando sua música.  Inesperadamente, um outro grupo/coro, de um outro lugar, por razões não reveladas e no entanto tão conhecidas, surge (cantando sua música) e de forma insistente, solicita, reivindica, requer a partilha daquele espaço.
A partir deste motivo inicial, o espetáculo segue desenvolvendo uma narrativa que ora apresenta resistências, ora amplia os múltiplos diálogos, que discutem (sem palavras) as possíveis razões e necessidades reais de tal situação. Na busca de um entendimento e acordo, de um ajuste entre as partes, o tempo e a ânsia por conseguir viver juntos cuidam da intersecção das culturas, da comunhão das diferenças, do aprendizado difícil da tolerância e da organização e, sem tornar nada fácil e superficial, propõem a constante reorientação dos olhares e dos gestos, buscando no passado e mirando no futuro um jeito melhor de viver num tempo agora, num espaço aqui.


Assentamento Instável

O prazer de cantar, o interesse por novas pesquisas sobre o canto coletivo, aliados às inquietações estéticas de Luiz Piquera (composição e direção musical), Alexandra Mariani (direção cênica, iluminação, cenário e figurinos) e dos cantores dos grupos Coro e Osso e Vocálice, levam, dessa vez, a obra OUTRO – Suíte Música Vogal para um novo espaço, uma nova experimentação: uma instalação onde o público  (apenas 40 pessoas, desde o início alojadas no meio do espaço cênico) é convidado a participar, refletir, interagir e posicionar-se neste assentamento instável.
A realocação da obra fora do espaço convencional do palco de um teatro, situa a questão da alteridade num espaço mais dinâmico, tal como ocorre na realidade, sem pré definição para as ocorrências da vida.  E o posicionamento do público em meio ao espaço cênico, diminui um suposto distanciamento de plateia e permite novos olhares e sensações múltiplas ao perceber que o que ocorre não está distante e nem ocorre só com o outro, mas com cada um de nós em nosso cotidiano imediato.
Também somos o outro pra alguém.

 

em Agosto

Casa da Cultura de Matão
Dias 24 e 25 – 20h

 

GRUPO VOCAL CORO E OSSO RECEBE CORAL DA UFC EM MATÃO

Posted Leave a commentPosted in atividades realizadas

De 18 a 21 de novembro/2011, o Grupo Vocal Coro e Osso recebeu, em Matão, o Coral da Universidade Federal do Ceará para uma vivência e intercâmbio musical que o público pode acompanhar de perto. Para todos os eventos, a Associação Cultural Coro e Osso contou com a parceria da Prefeitura Municipal de Matão. Veja a programação:

 

 

Dia 18 – Igreja Matriz de Nossa Senhora Aparecida – Bairro Alto
R E C I T A L – TRÊS TEMPOS DO HOMEM
Coral da Universidade Federal do Ceará apresenta o recital “Três Tempos do Homem”. No programa, obras de compositores europeus e peças do cancioneiro erudito nordestino e brasileiro, em um painel de ritmos como maracatu, samba, ciranda, marcha, xote e baião, procurando revelar um pouco da diversidade musical brasileira.

 

Dia 19 – Anfiteatro Adriana Manzi
“BORANDÁ BRASIL”
Com o Coral da UFC
“Borandá Brasil” é um passeio pelo repertório da música popular brasileira. O espetáculo, apresentado pelo Coral da Universidade Federal do Ceará, conduz à viagem de um circo itinerante, que movimenta-se através do universo de símbolos artísticos brasileiros, estabelecendo um nexo com a produção musical de diversas regiões do País. Em uma tenda circense, múltiplas atrações sonoras da vida brasileira convidam a todos para andar pelo País.

 

Dia 20 – Anfiteatro Adriana Manzi
TEMPORAL
Com o GRUPO VOCAL CORO E OSSO.
Refletindo sobre o “tempo” e a “oralidade”, o grupo mergulha no universo das canções para apresentar ao público uma nova leitura poética em seu espetáculo “Temporal”, que traz no repertório predominantemente músicas brasileiras de vários compositores como Milton Nascimento, Danilo Caymmi, Pedro Luiz, Itamar Assumpção, Chico Buarque, entre outros.

CORO E OSSO REALIZA ESPETÁCULO NO CHILE

Posted Leave a commentPosted in atividades realizadas

Apresentando seu espetáculo “Temporal”, o Grupo Vocal Coro e Osso foi um dos destaques das comemorações do centenário do arquiteto, poeta, filósofo e pintor surrealista chileno Roberto Matta, que dá nome ao reconhecido Centro Cultural Espacio Matta, em Santiago (Chile). A apresentação aconteceu no dia 15 de outubro/2011. O Espacio Matta possui uma curadoria criteriosa e recebe, dentre outras linguagens artísticas, espetáculos de dança, música e teatro do mundo todo. Maiores informações sobre o Espacio Matta podem ser acessadas pelo site www.espaciomata.cl .



“Temporal” no SESI Araraquara

Posted Leave a commentPosted in atividades realizadas

Grupo Vocal Coro e Osso apresentou seu espetáculo “Temporal” no teatro do SESI Araraquara no último domingo, dia 18/10/2011, às 20h.
O espetáculo, selecionado por meio de um edital do SESI,  fez parte do Projeto “Palco de Encontro”, que tem o objetivo de unir apresentações de várias linguagens artísticas desenvolvidas na região.

SEXTA BÁSICA

Posted Leave a commentPosted in atividades realizadas

 Como parte das ações do Departamento de Cultura de Matão, o Projeto Sexta Básica integra várias linguagens artísticas em apresentações mensais que são realizadas na Casa da Cultura.

No dia 26/08/2011, o Grupo Vocal Coro e Osso se apresentou no projeto, levando ao público músicas que fizeram parte de seus últimos espetáculos. Na abertura, o Coro e Osso interpretou o tema “Oferenda”, uma composição do regente Luiz Piquera para coro a “chinelofone”, um instrumento criado pelo grupo e confeccionado a partir de materiais reaproveitáveis.

Coro_e_Osso

Apresentação no Sesc Araraquara

Posted Leave a commentPosted in atividades realizadas

Uma extensa programação encerrou, no dia 12 de agosto de 2011, o 2º Festival de Inverno do SESC Araraquara. Um “Noitão”, com música, teatro, circo, dança, cinema e folclore reuniu 13 atrações artísticas,dentre elas o Grupo Vocal Coro e Osso, com a performance musical “Engenho de flores”, onde o grupo mostrou canções que fizeram parte de seus mais recentes espetáculos.