“FORÇA DA IMAGINAÇÃO, VAI LÁ”

Posted on Posted in atividades, espetáculo, midia

Artigo exclusivo de Zé Pedro Antunes, professor de literatura alemã da Unesp Araraquara, para o Jornal A Comarca.     ‘Força da imaginação, vai lá’   | Zé Pedro Antunes   Por que não dizer da perturbação que me toma de assalto ao emitir opinião sobre o que quer que seja. Uma conhecida, uma vez inventou uma fórmula sucinta: “Gosto, apenas gosto”. E garante que funciona, basta uma deslavada cara de conteúdo. “Aquele que pensa”, como se lê em Brecht, “não usa nem uma luz a mais, nem um pedaço de pão a mais, nem uma frase a mais”. Continuo tentando. Em ‘Cántame’, foram tantos os momentos em que me vi à beira de um soluço. Sabe aquele nó na garganta? Um professor de redação que tive costumava falar em “arrepio estético”. Falo de transbordamentos que nada têm a ver com sentimentalismos. O nó na garganta tem a ver com o que se materializa em arte em nossa presença. Pois me digam se não emociona, se não arrepia ver cada um desses meus amigos de muito antes, inibições e entraves perdidos na distância juntamente com imposições do meio ou de um suposto destino que lhes coubesse, a se entregar por inteiro à representação. No início, foi como se no palco as pessoas se multiplicassem, pudessem não vir a caber mais nem no tablado nem em si mesmas. Aí desviei o olhar para a bela peça que se via pendurada acima de todas aquelas cabeças poderosamente iluminadas e vi que era o espelho do que se movia ali abaixo, do que nos comovia no silêncio que se fazia ainda mais abaixo. Tratei então de me fi xar nas letras das canções, queria memorizar, selecionar, guardar alguns versos que me pudessem guiar no aperto de traduzir em palavras o que em palavras […]

“Concertos didáticos” – IV Centenário

Posted on Leave a commentPosted in atividades realizadas

As comunidades dos bairros IV Centenário e Santa Cruz, receberam o Grupo Vocal Coro e Osso na sexta feira, dia 8 de maio, para mais uma apresentação do “Concertos Didáticos”. De forma didática e descontraída, o grupo mostra seu jeito de cantar coletivamente, apresentando um repertório de canções brasileiras, músicas indígenas e africanas, entre outras de diferentes tempos e lugares. Realização: Ministério da Cultura do Governo Federal, Consórcio Intermunicipal Culturando e Prefeitura Municipal de Matão Apoio: IMMES e Secretaria Municipal do Bem Estar Social As atividades fazem parte da programação da ACCO para o 2º ano do Consórcio “Ponto de Cultura”. vejam as fotos..