“CORO E OSSO, FALANDO DE AMOR”

Posted on Leave a commentPosted in espetáculo, midia

  Em entrevista concedida ao jornalista Sérgio Gabriel, do Jornal A Comarca, maestro Luiz Piquera fala sobre processos de criação e suas expectativas para a estreia do espetáculo Cántame.   | Sérgio Gabriel No novo espetáculo, ‘Cántame’, grupo celebra o sentimento que nutre seu existir Quem tem o privilégio de compartilhar da arte do Grupo Vocal Coro e Osso ao longo de seus 25 anos de existência, completados no último dia 12 de outubro, sabe do autêntico sentimento que move cada um de seus integrantes a se reunirem para cada ensaio, cada apresentação: o amor. “Esse amor tem sido a tônica, a força, o sentimento que nutre e orienta o cantar e o caminhar do Grupo Vocal Coro e Osso ao longo desses 25 anos de existência e cantoria”, atesta o maestro e arranjador Luiz Piquera. Assim, nada mais natural – e certeiro – de que esse amor seja o tema do novo espetáculo do Coro e Osso, ‘Cántame’, que será apresentado nos próximos dias 22, 23 e 24, na Villa Dorana. Ao costurar primorosamente um roteiro com 15 canções relacionadas ao amor, Piquera deixa clara a sua urgência de explicitar o tema: “Mais e mais temos que falar do amor, despudoradamente. Temos que fazer isso virar mais assunto. Às vezes, a gente fala mais daquilo que não quer e não aprecia, e falamos muito pouco daquilo que de fato gostamos e necessitamos”. E talvez até mesmo pelo tema estimular uma constante partilha de sentimentos, a concepção do trabalho proposto pelo maestro foi prontamente assimilada pelo grupo desde a sua gênese. “Considero que o coro assumiu este espetáculo de uma forma muito mais intensa. Sempre houve total comprometimento em todos os trabalhos anteriores, mas agora pegou em todos nós a idéia de que o que importa é a construção. O que importa é o grupo, é […]